Cobrança ilícita de taxa de conveniência

21 de novembro de 2019

Segundo o informativo 644 do STJ nos espetáculos culturais considera-se abusiva a venda de ingressos pela internet por um único intermediador com a cobrança de taxa de conveniência.

Para o tribunal aquele que promove o espetáculo deve fornecer ao consumidor diversas opções de compra em diversos sítios eletrônicos, caso contrário, a liberdade dos consumidores de escolha da intermediadora da compra é cerceada, de modo a ficar configurada a venda casada.

Aqui fica o conteúdo do Post...Aceita HTML, portanto você pode montar o conteúdo do jeito que quiser!!!

#htmlPersonalizado#